Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Pérolas da Urgência

37ºC não é febre

Pérolas da Urgência

37ºC não é febre

Quem boa cama fizer nem sempre nela se deitará

cama.png

Já andava para lhe dizer isto há muito tempo. Acho que me andei a controlar, não sei bem porquê, mas naquele dia fartei-me. Vi-o chegar e disse logo:

 

- Preciso de falar consigo.

- Diz.

- Eu estou no meu limite com esta situação.

- Qual situação?

- Qual situação? Até parece que não sabe do que eu estou a falar!

- Por acaso não sei.

- Estou a falar das horas a mais!

- Outra vez essa conversa?

- Outra vez? Eu vou falar disto as vezes que for preciso! A quantidade de horas a mais que tenho feito tem sido imensa! Ontem foram duas, anteontem foram três, a semana passada foram vinte! E nem vou contabilizar as horas do mês inteiro, senão nunca mais daqui saíamos. O combinado eram oito horas por dia, nem mais nem menos! Se trabalho mais uma hora num dia, devia trabalhar menos uma hora no dia seguinte, é assim que funciona! Mas aqui parece que as coisas só funcionam num sentido!

- Tu sabes que ultimamente não tem sido possível cumprir o que combinámos.

- Ultimamente? Isto é assim há anos! Eu estou farto disto! Devia era procurar alguém que me respeitasse minimamente.

- Tu és um interno, nem sequer devias falar. E eu sou o teu Director, nem sequer te devia dar conversa.

 

//

 

Já andava para lhe dizer isto há muito tempo. Acho que me andei a controlar, não sei bem porquê, mas naquele dia fartei-me. Vi-o chegar e disse logo:

 

- Preciso de falar contigo.

- Diz.

- Eu estou no meu limite com esta situação.

- Qual situação?

- Qual situação? Até parece que não sabes do que eu estou a falar!

- Por acaso não sei.

- Estou a falar das horas a menos!

- Outra vez essa conversa?

- Outra vez? Eu vou falar disto as vezes que for preciso! A quantidade de horas a menos que tens dormido tem sido imensa! Ontem foram duas, anteontem foram três, a semana passada foram vinte! E nem vou contabilizar as horas do mês inteiro, senão nunca mais daqui saíamos. O combinado eram oito horas por noite, nem mais nem menos! Se dormes menos uma hora numa noite, devias dormir mais uma hora na noite seguinte, é assim que funciona! Mas aqui parece que as coisas só funcionam num sentido!

- Tu sabes que ultimamente não tem sido possível cumprir o que combinámos.

- Ultimamente? Isto é assim há anos! Eu estou farta disto! Devia era procurar alguém que me respeitasse minimamente.

- Tu és uma cama, nem sequer devias falar. E eu sou o teu dono, nem sequer te devia dar conversa.

 

 

Estão a ver como alterando meia dúzia de palavras conseguimos criar duas conversas distintas, ambas com bastante relevância?



Devo mais horas à minha cama do que o Hospital me deve a mim.

 

  • 1 comentário

    Comentar post